Acantose


A Acantose é um sintoma comum, de algumas doenças e síndromes, que têm como características, o que chamamos de hiperpigmentação verrugosa (formação de placas mais escurecidas e grossas) da pele. Tais lesões podem aparecer em vários locais do corpo, especialmente no pescoço, axilas, virilha e mucosas, como os lábios, a área periocular (em torno do olho) e o ânus.

Existe uma variedade de doenças da epiderme, e a acantose é uma delas. A mais conhecida é a acantose nigricans, uma doença de pele na qual os locais acometidos, ficam escuros, grossos e aveludados. 

Associada a uma série de enfermidades, como diabetes, síndrome metabólica, hipertireoidismo e ovário policístico, este tipo de acantose ainda se divide em outros quatro: 
•A síndrome de Miescher, de origem hereditária, 
•A síndrome de Gougerot Carteaud, possivelmente hereditária, 
•A pseudoacantose nigricans, que possui relação com obesidade. 
•A acantose maligna, que se associa com frequência a algum tumor. 

Obesidade, alterações endocrinológicas e a carga hereditária, são fatores que tendem a colocar pessoas dentro de um grupo de risco.

Sintomas: 
•As lesões começam a surgir de forma gradual.  
•Tanto em homens, quanto em mulheres, elas possuem basicamente a mesma aparência.
•Os locais mais acometidos são as axilas, o pescoço e a virilha. 

No início, o primeiro sinal será um leve escurecimento da pele, então esta região começará a se tornar cada vez mais grossa. As dobras e as pregas do corpo são os locais preferidos. O processo é lento e pode demorar anos, até atingir um estado no qual a pessoa busque por ajuda. 

A acantose síndrome de Gougerot Carteaud, costuma surgir mais em mulheres jovens. Já a acantose maligna possui relação com tumores, trazendo junto dela uma série de sintomas específicos. De forma geral, os principais sinais de acantose são: Pele escura e grossa, coceira local, acomete dobras e pregas.

Na grande maioria dos casos as lesões produzem uma leve coceira, porém, o sintoma não é regra. Diante destes sinais não deixe de procurar por ajuda médica. Apesar de não causar muitas preocupações é preciso verificar se não se trata de uma acantose maligna, relacionada a tumores.

Manifestações clínicas: A acantose evolui lentamente, provocando o escurecimento progressivo das áreas afetadas, e as lesões não são acompanhadas de qualquer outro sintoma. Os locais mais atingidos são as axilas, virilhas e pescoço, onde formam áreas de pele escurecida, espessada, com a superfície rugosa e vincada, conferindo um aspecto aveludado. Em alguns casos, os lábios, as palmas das mãos, as plantas dos pés ou outras áreas, também podem ser afetadas.

Diagnóstico: O medico irá realizar uma cuidadosa análise clínica, e irá fazer algumas perguntas ao paciente. Indivíduos obesos, portadores de diabetes, hipotireoidismo ou hipertireoidismo, por exemplo, já fazem com o que o profissional suspeite de lesões de acantose.

As alterações na pele são os únicos sinais que tal disfunção provoca, portanto, são nelas que o médico irá concentrar a atenção. Algumas vezes até mesmo os pés, as mãos e os lábios podem ser afetados. Ao examinar a aparência das lesões, suas localizações, contornos, coloração, entre outras coisas, o médico pode diagnosticar um caso de acantose.

Quando o caso for confirmado, deve-se começar imediatamente o tratamento. Não existe uma abordagem específica para tal disfunção, na realidade os medicamentos irão agir nos mecanismos que levam às alterações na pele.

Prevenção: Em muitas pessoas, a acantose é herdada, não havendo, portanto, um número de medidas preventivas para tomar neste sentido. O que se pode fazer é consultar regularmente um médico, para que a saúde de sua pele esteja sempre monitorada. Desta forma, assim que os primeiros sinais surgirem já se pode dar início ao tratamento.

Certos medicamentos como hormônios de crescimento, doses de niacina e pílulas anticoncepcionais, por exemplo, podem desencadear uma reação deste tipo na pele, é preciso ficar atento aos sinais e logo procurar por ajuda, caso estes surjam. A obesidade é outro fator que pode levar a uma acantose. Adquira hábitos de vida saudáveis, pratique esportes, e mantenha uma dieta equilibrada.

Tratamento: Não existe um tratamento específico para acantose. Alguns fármacos podem ser utilizados para prevenir as alterações na pele, enquanto que se sessões de laser terapia e de dermoabrasão são úteis para amenizar os danos, e para deixar a superfície agredida menos espessa.

As lesões podem levar alguns pacientes a sofrer de depressão, já que existem casos de escurecimentos extensos, em áreas como o rosto, o pescoço ou os braços. É bastante importante buscar a ajuda de um profissional, e receber a atenção de um psicólogo.

Grupos de apoio também podem ser úteis. Atualmente estão disponíveis no mercado algumas pomadas que suavizam as lesões deixando as áreas mais claras. Loções com vitamina A, também podem ser aplicadas, com o intuito de promover melhoras. 

De qualquer forma, não deixe de buscar por ajuda diante dos primeiros sinais. A acantose não costuma causar muitos transtornos para a saúde, porém, todos os casos precisam ser avaliados por um médico, para que este exclua a possibilidade de doenças mais graves. 

Importante: Acantose é um sintoma muito importante. Se você acha que sua pele engrossou e escureceu em alguma área, vale à pena procurar um médico, especialmente se você tem mais de 40 anos. Pacientes com Acantose devem ser investigados quanto à causa desse sintoma, e fazer exames para a procura de Diabetes ou algum tipo de câncer. 

Cuide bem da sua saúde, consulte regularmente um médico. Não deixe seu médico para depois!


Dra. Léa Mansur
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário