Gebran Bassil: “Refugiados ameaçam a existência do Líbano”

Foto: Almanar

De acordo com as declarações do Ministro das Energias, Gebran Bassil, a existência do Líbano está seriamente ameaçada pelos refugiados sírios no país, e o Estado precisa parar de receber o intenso e crescente afluxo de refugiados, e dar prioridade apenas aos refugiados que necessitam de cuidados médicos.

 O Ministro criticou ainda, os esforços de Najib Mikati em oferecer melhores serviços aos refugiados, alegando que tal postura em nome do governo libanês, irá incentivar ainda mais, os deslocamentos para o Líbano, e que diante da ajuda, os refugiados não pretenderão retornar ao seu país de origem.  

Bassil afirma que o Líbano se transformou em duas nações em um país, quando deveria ser uma nação em dois países, e que a presença dos refugiados está deteriorando o Líbano em todos os aspectos, comprometendo a segurança do Estado, destruindo a economia e, principalmente, a identidade do país, que está tomado por pessoas mendigando nas ruas, promovendo crimes, e superlotando, inclusive, as prisões.

O índice de desemprego entre os libaneses vem crescendo absurdamente, e já afeta, até o momento, aproximadamente 230 mil libaneses, em virtude da mão de obra barata, e escrava, oferecida pelos sírios, segundo afirmação de Bassil, e que os refugiados vêm tomando as posições que são de direito dos cidadãos libaneses. O temor, não apenas do ministro, mas de outros representantes do governo, é de que essa situação arraste grande parte da nação libanesa ao um nível de pobreza, caso o governo não tome medidas imediatas, para impedir a contínua entrada de refugiados sírios no Líbano.

Segundo Bassil, inclusive o consumo de energia elétrica, um problema já tão frequente no Líbano, sofreu um significativo aumento, bem como os furtos de energia, situação bem negativa para o país. Sem duvida, o Estado necessita de ajuda internacional para lidar com os refugiados já instalados, mas Bassil frisa a necessidade de se fechar a fronteira, e impedir que mais refugiados fixem residência no Líbano. 

A ONU vem lidando com mais de 750 mil refugiados registrados, mas não é novidade que o número exato de refugiados no país, já ultrapassou a marca de um milhão faz tempo, e que existem milhares de refugiados espalhados por todo o Líbano, vivendo ilegalmente e ameaçando a existência e a sobrevivência da sociedade libanesa. 


Claudinha Rahme
Gazeta de Beirute
---------------------------------------------------------------------------------------------
“A Gazeta de Beirute
aprova a divulgação e o compartilhamento de suas matérias publicadas, mas repudia toda, e qualquer 
forma maliciosa e 
antiética, de plágio”.
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário