Libaneses sequestrados estão sendo mantidos na Turquia

Foto: Mohammad Azakir

Novas informações sobre o paradeiros dos nove peregrinos libaneses, sequestrados há mais de um ano, pelos rebeldes sírios, revelaram na última semana, que todos estão bem, e em boas condições, e que estão sendo mantidos dentro da Turquia, e não em Azaz, no norte da Síria, como se pensava.

Hayat Awali, Porta-Voz das famílias dos peregrinos sequestrados, esteve em contato com o Chefe da Brigada de Segurança Geral, o General Abbas Ibrahim, que afirmou que numa recente batalha entre o Exército Sírio Livre e os islamitas radicais, pelo controle de áreas controladas pelos rebeldes, acabou na prisão de vários jihadistas em Azaz.

A informação de que os peregrinos não estavam em Aza, e que eles estão sendo mantidos no país vizinho, e estão bem e sendo bem tratados, veio por parte dos próprios jihadistas.

 Os familiares dos nove peregrinos continuam no argumento, de que o governo da Turquia, possui influência e poder de intervenção para negociar e garantir a libertação dos libaneses sequestrados, em virtude de seu estreito, e forte relacionamento, com os rebeldes de oposição ao regime sírio.

O paradeiro dos dois pilotos da Turkish Airlines, sequestrados no Líbano no último mês, após o desembarque, a caminho de um hotel, também é desconhecido; embora já se saiba que os pilotos turcos se encontram em igual situação a situação dos peregrinos libaneses.

O grupo responsável, pela autoria do sequestro dos dois pilotos turcos, comunicou recentemente, que eles continuam sendo mantidos em cativeiro, porém, estão bem. Os sequestradores inclusive lhes permitiu gravar um áudio, onde eles mesmos afirmavam que estavam sendo bem tratados, e que serão libertados, assim que os peregrinos libaneses, que estão em poder dos rebeldes sírios, também forem libertados.


Claudinha Rahme
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário