O Árabe Brasileiro


Hoje vou falar, sobre uma comunidade mista, árabe e brasileira, estou falando das pessoas que possuem a dupla nacionalidade, são árabes e também brasileiros.

Esse é um povo muito especial e rico, pois carrega consigo a riqueza de ambas culturas. Mas ao mesmo tempo, é muito difícil se sentir dividido, entre nações, pois a saudade sempre habita no coração. 

Atualmente, há mais de 8 milhões de descendentes de árabes no Brasil, e é por essa razão, que você encontra tanta influência árabe. Em todos os cantos do país, você pode saborear a comida árabe por exemplo, casas de chá, festas árabes. Ambos os povos são festeiros, e gostam de aproveitar a vida todos os dias.

Já nos países árabes, você pode ver a população árabe comemorando em um jogo de futebol, torcendo fielmente e intensamente para o Brasil, as ruas fecham, não há trabalho e até os grupos políticos, param em um jogo do Brasil. No Líbano por exemplo membros do Hezbollah, carregavam bandeiras do grupo e as do Brasil,  que se misturavam nas ruas, em diferentes tons de amarelos, em época de copa do mundo. Os fogos, era como se todos os libaneses nesse dia fossem brasileiros, exceto pela minoria que torce para Itália ou Alemanha. 

Bandeira brasileira num prédio em ruínas no campo de refugiados de Shatila, em Beirute; Foto-Opera Mundi

Já os gritos eram bem diferentes, mas no final se ouvia: BRAZIL (com z), assim que também era escrito nos muros das ruas...e as vezes no alfabeto árabe mesmo. 

A língua é muito diferente, mas o árabe logo aprende o português se morar no Brasil, e o brasileiro quando mora em um país árabe, também acaba aprendendo o árabe, mas não em sua totalidade, pois é uma língua muito complexa, com muitos detalhes.

O árabe brasileiro, ele tem um grande coração e muitos amigos, sua casa está sempre aberta. Ele pegou o que há de melhor em ambas as culturas, a humildade do povo brasileiro, e a hospitalidade do povo árabe.

Quando mora no Brasil, ele sente uma imensa saudade de seu país de origem, mas quando está no Líbano, Síria, ou qualquer outro país árabe, ele sente falta do grande Brasil. Principalmente das comidas do Brasil, e as simples coisas que vendem na padaria, como pão de queijo, coxinha, empadinha, e a famosa pizza brasileira, que creio eu, seja uma das melhores do mundo. Mas quando no Brasil, a saudade da cultura árabe é grande, do ar puro, das montanhas, praias, e da liberdade, de estar fora de uma organização, onde você acaba sendo muito mais livre. Mas estando em um país árabe, lembramos da estrutura do Brasil, que é realmente maior.

Os medos também são diferentes, no Brasil, o medo é referente a ladrões, e a violência, já em alguns países árabes, o medo é voltado para possíveis guerras e conflitos.

É tão triste não poder viver em um mundo, onde há as duas nações, e por essa razão, o árabe brasileiro, sempre sentirá um vazio, que só ele saberá explicar. Cuidado para não reclamar demais, ou ficar comparando todas as coisas, porque assim, nem no Brasil, e nem em um país árabe, você ficará feliz. Acho que o segredo, é simplesmente viver, da melhor forma que você puder, onde estiver, e ter em mente, de que você sempre irá e virá.


Chadia Kobeissi
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário