Qana

Terra Santa

O Líbano é citado no Velho Testamento na Bíblia, 92 vezes. Além de Jesus, passaram pelo Líbano, vários outros profetas, o que torna esse país, parte da "Terra Santa". 

Qana é um vilarejo há 95 km ao sul de Beirute, pertencente ao distrito de Tiro, há 12 km da fronteira norte com Israel. A região possui cerca de 10 mil habitantes, todos de maioria xiita, mas também se encontram algumas famílias cristãs no vilarejo.

O sítio arqueológico possui grande importância histórica, e nestas ruínas, é possível ter nítida sensação de se ter voltado ao passado de 2 mil anos, e de estar presente na festa do primeiro milagre de Jesus, as "Bodas de Canaã". Qana da Galiléia, mais do que uma lenda, é uma realidade.

O resultado das escavações arqueológicas, nesta colina próxima da cidade de Tiro, prova que o local onde estão estas ruínas, comportou um dia, um grande salão de festas, usado para realizar as festas de casamentos da região. Segundo os historiadores, o casamento de parentes de Maria, mãe de Jesus, e palco do primeiro milagre de Jesus, ocorreram exatamente em Qana!

Primeiro milagre de Jesus
De acordo com a história, na festa de casamento de Qana, que também era o nome da noiva, o vinho, produto que não poderia faltar nestas ocasiões, estava acabando. Maria, vendo a preocupação da família, que lhes causaria grande humilhação, comunicou a Jesus o que estava acontecendo. Jesus então pediu que trouxessem botijas de água até ele, estas foram abençoadas, e milagrosamente, os convidados continuaram a degustar de um vinho, ainda melhor do que o vinho servido no inicio da festa. 

Outros vestígios comprovam a passagem de Jesus, e seus apóstolos, por Qana, onde há menos de 1 km do local das Bodas de Canaã, encontra-se uma gruta, na encosta de uma colina, comprovando que ali também existe registro da presença dos apóstolos e de Jesus na região. 

No século passado, os arqueólogos descobriram nesta região, rochas talhadas com figuras rupestres, mostrando claramente numa delas, os doze apóstolos e a décima terceira figura, sentada entre eles, que seria o próprio Jesus! 

Até mesmo a noiva de Canaã, também está esculpida nestas rochas, e além dessas rochas, existe ainda, uma gruta, onde se supõe que Jesus costumava pernoitar com os apóstolos, em virtude de inscrições também encontradas no fundo da gruta.  

A paisagem de Qana é magnífica e certamente deve ser visitada por todos, porque é um passeio que vale a pena em todos os sentidos. Entretanto, esta área não é de fácil acesso, além de ser um pouco isolada, o que a torna não muito procurada ou voltada ao turismo tradicional no Líbano. 

A região não possui infraestrutura para turismo, não está bem sinalizada, e o asfalto e cercamento da região só foram realizados há pouco tempo, por iniciativa dos guias turísticos locais. 

A população do vilarejo é quem oferece suporte aos turistas que se deslocam à região, para conhecer o local sagrado, sozinho e sem um guia experiente, dificilmente se chegará a essa região, e o indicado é que as visitas sejam feitas em grupos, e não de forma individual, pelo fato de o local ser afastado e isolado. 

Essa região é de grande importância para o turismo no Líbano, mas infelizmente o lugar está largado no descaso das autoridades públicas, e do ministério do Turismo, e necessitando de muita atenção, suporte, infraestrutura e cuidados de manutenção e preservação, pois a vegetação está literalmente cobrindo todo o patrimônio histórico do sítio arqueológico. 

Quem vem cuidando de forma voluntária e individual do local, é uma senhora xiita, que limpa o sítio arqueológico, e oferece suporte aos turistas, inclusive cedendo sua residência, para que as pessoas bebam água e usem o banheiro.

Qana também é o lugar onde infelizmente ocorreram dois grandes massacres contra civis, por parte de Israel, o primeiro ocorrido em 1996, que matou 106 civis, e deixou outros 116 feridos, além de 4 soldados da UNIFIL. E o outro massacre ocorreu em 2006, onde Israel bombardeou a cidade, matando 60 civis, dentre eles 32 crianças e 28 adultos, e 13 pessoas desaparecidas.




Zilda Naves – Guia de Turismo
ladyzil@hotmail.com
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

4 comments:

  1. Matéria muito bem elaborada. Mostra a importancia, história e religiosa de nosso querido Libano. Parabéns para Zilda Naves,

    ResponderExcluir
  2. Zilda querida, fantástica essa matéria. Parabéns!!

    ResponderExcluir
  3. Prima Zilda, muito sucesso à você.

    Blog Família Naves
    http://familiaresnaves.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir