Amigos de Sacerdote libanês acusado por abusar de menores exigem investigação


Amigos e familiares de Mansour Labaki , um padre libanês condenado por abuso sexual infantil, pediram que a Igreja Maronita intervisse. 

" Imploramos para a Igreja Maronita ", disse Bassam Barrak , jornalista e um dos amigos de Labaki. 

“O nosso apelo é para o Patriarca Maronita Bechara Rai, o Bispo Boulos Matar, para todos os amigos de Labaki, e os estudantes do padre, pois foi através de sua sabedoria que muitos se tornaram bispos”, acrescentou.

Barrak pediu que Rai exortasse o Papa Francis para permitir uma apelação de sua sentença. 

No entanto a Igreja Maronita não quis comentar sobre o assunto.

Amigos do padre, e seus familiares, realizaram uma coletiva de imprensa para proclamar sua inocência.

Labaki , um sacerdote maronita , autor e compositor, é conhecido no Líbano e França, por seu trabalho de caridade , especialmente com os órfãos. Ele fundou dois orfanatos no Líbano e um na França, e já ganhou 15 prêmios internacionais da literatura.

Segundo a relatos da mídia, revistas francesas, e do Rádio Vaticano, Labaki de 73 anos, foi condenado por abusar sexualmente de três jovens. Ele foi condenado a uma "vida de oração".

A revista informou que o padre condenado seria proibido de realizar tarefas eclesiásticas e fazer aparições em público.

No entanto, os parentes de Labaki, dizem que as investigações sobre as denúncias nunca aconteceram, o que é um direito de todos. 

E segundo a eles, rumores pequenos, se tornaram grandes e até inventados, e por interesses condenaram o padre.

Enquanto algumas pessoas afirmam sua inocência, outros o culpam, um site com o objetivo de apoiar as vítimas foi bloqueado no Líbano.

Chadia Kobeissi
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário