HRW acusa Oposição Síria de Executar Civis


Oposição síria é acusada, segundo a Human Rights Watch, de matar 190 civis, e sequestrar 200 pessoas, no ataque que ocorreu no dia 4 de agosto. O relatório de denúncia, afirmou que a investigação ocorreu em campo de batalha, onde 35 pessoas (sobreviventes) foram entrevistadas. 

Os rebeldes executaram 67 pessoas, que não eram combatentes, em diferentes povoados alauitas da Síria. A Organização não-governamental HRW, afirmou ainda que os atos constituem em crimes contra a Humanidade.

Dos 190 mortos que foram alistados pela ONG, 57 eram mulheres, e 18 crianças.

Segundo a HRW, ao menos 20 grupos diferentes participaram na operação para conseguir dominar vários povoados, locais que o Regime atualmente já recuperou.

De acordo com a ONG, a execução dessas pessoas, se deve aos grupos Al Nusra e o Levante do Iraque (ambos ligados à Al-Qaeda).

Há outros grupos como o Jaish al Muhayidin wal Ansar que mantem ainda mais de 200 civis como reféns, em sua maioria mulheres e crianças.

O relatório considera a possibilidade de motivação sectária, atrás de tais atrocidades, pois há casos que houve execução de famílias inteiras, doentes e idosos.

Chadia Kobeissi
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário