Rússia e China não acessaram documentos confidenciais dos EUA

Foto: Wikileaks

Em entrevista ao jornal “The New York times”, publicada na última quinta-feira (17), o Ex-Analista da Inteligência americana, Edward Snowden, afirmou que entregou todos os documentos sigilosos aos jornalistas, com os quais se reuniu em Hong Kong, antes de voar para Moscou.

Negando ter levado documentos secretos para a Rússia, quando buscou abrigo nesse país, ele garantiu que Moscou não tem acesso ao material confidencial. O Ex-Analista não levou os documentos com ele, "porque não serviria ao interesse público", disse Snowden à revista "Times", e acrescentou: “Qual a vantagem de levar, pessoalmente, outra cópia do material daqui para frente?”.

Snowden também insistiu em dizer que conseguiu proteger os documentos do serviço chinês de espionagem, porque está familiarizado com a capacidade de inteligência do país - graças a seu trabalho para a Agência de Segurança Nacional (NSA). 

As autoridades americanas da inteligência manifestaram sua preocupação, com que os documentos em posse de Snowden, pudessem ter caído em mãos russas, ou chinesas, ou de outras potências estrangeiras hostis, aos Estados Unidos.

Snowden insiste que a NSA sabe que ele não cooperou com espiões russos, ou chineses. "A NSA não deu um único exemplo do dano de supostos vazamentos", afirmou.

Ele encerrou a entrevista com as seguintes palavras: "Também representa uma perigosa normalização do 'governo das sombras', quando as decisões com enorme impacto na sociedade, acontecem sem qualquer contribuição do público".


Therese Mourad
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário