Sobreviventes libaneses chegam em Beirute

Foto-DailyStar

Dezoito sobreviventes libaneses do naufrágio que ocorreu na Indonésia retornaram ao Líbano, na manhã de domingo (6). 

Pela emoção de ver os parentes e amigos retornando, todos choravam de alegria com a chegada dos libaneses no Aeroporto em Beirute. No entanto, havia muita tristeza, pelos desaparecidos e mortos.

Um homem começou a chorar e caiu, tomado pela emoção depois de abraçar seus parentes.

Muitos dos sobreviventes, estavam chocados, pois vários perderam entes queridos, como o caso de Omar Sweid que perdeu seus três filhos, e sua esposa.

Dos 72 passageiros a bordo, 28 sobreviveram, deles 18 eram libaneses. Todos estavam em busca de uma vida melhor, e por esta razão emigraram rumo à Austrália, mas na viagem, houve vários problemas, e o barco acabou afundando perto da Indonésia.

Sobreviventes dizem que o barco estava visivelmente degradado, e que ficaram no mar perdidos por quatro dias, sem saber onde estavam, até que acabou o combustível.

Os passageiros foram informados de que as autoridades australianas foram contatadas, mas o resgate não apareceu, então resolveram nadar, e alguns conseguiram chegar na ilha mais próxima.

"Dois quilômetros antes de chegarmos à costa da Indonésia, uma grande onda atingiu o barco e o dividiu no meio”, afirmou uma das sobreviventes. 

Hussein Khodr, que perdeu sua esposa e oito filhos na tragédia, disse que tentou reunir os corpos de sua família, na costa da Indonésia.


A maioria dos libaneses que embarcaram são do norte do Líbano, de Akkar e Trípoli. Eles disseram que a insegurança e a falta de oportunidades econômicas na região estavam forçando os jovens a buscar oportunidades fora do Líbano.

O Membro do parlamento Hadi Hobeich de Akkar, disse que é a região de Trípoli não pode mais ser negligenciada e projetos econômicos devem ser realizados no local.

Hadi também lamentou a tragédia, e disse que “os mártires que morreram nos mares da Indonésia, devem servir de lição para que o governo se concentre mais nas classes mais baixas".

Hadi também sugeriu que o recente influxo de refugiados sírios no Líbano para o Norte teria agravado a situação econômica do local.

" A questão dos refugiados deve receber mais atenção nas áreas que já estão sofrendo com o desemprego e outros problemas sociais ", disse ele.

O Ministro das Relações Exteriores interino Adnan Mansour , no entanto, ressaltou que a justiça deve ser rápida com aqueles que estão envolvidos na coordenação do sistema de imigração ilegal.

Chadia Kobeissi
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário