400 quilos de explosivos são encontrados no Dia da Independência do Líbano


Horas antes da comemoração do aniversário da Independência do Líbano, as forças de segurança interna, encontraram um carro com 400 quilos de explosivos, na região leste do país.

E apesar desse incidente, o dia da independência não passou em branco, diversos políticos se encontraram em homenagem ao 70 º aniversário da Independência do Líbano, que era então colonizado pela França.

Em meio ao forte esquema de segurança, os maiores líderes do governo: Michel Sleiman, Nabih Berri, o primeiro-ministro Najib Mikati, e o primeiro-ministro designado Salam Tammam, participaram de uma cerimônia pela manhã no centro de Beirute, para marcar o fim do domínio francês em 1943.

Altos funcionários políticos e militares participaram da cerimônia que foi realizada perto do Porto de Beirute. As forças armadas marcharam sob o som de hinos militares.

Após a cerimônia, as autoridades políticas foram para o Palácio de Baabda, onde receberam convidados, que vieram parabenizar pela ocasião.

O ex-primeiro ministro Saad Hariri, elogiou os esforços dos libaneses, o que resultou na independência do país.

O ministro da Defesa, Fayez Ghosn, colocou uma coroa de flores no monumento do Emir Fakhreddine. O general do exército colocou uma coroa de flores no monumento dos Mártires, no Centro de Beirute.

Porém, apesar das tradições, nesse ano, essa data tão importante da história do Líbano, não foi tão celebrada como todos os anos, pois o Líbano enfrenta conflitos, e atentados. Na última semana duas explosões em frente a Embaixada Iraniana, matou pelo menos 24 pessoas e feriu mais de 150.

O Ministro da Defesa, Ghosn, afirmou que “apesar da independência que ocorreu no passado, centenas de pessoas inocentes estão morrendo em explosões covardes, que ocorreram recentemente no país, e que o Líbano está sob um domínio feroz, o terrorismo”.

Ghosn disse ainda, que Israel é parte do terrorismo que ameaça o país, e que "o Líbano nunca será um espaço de espionagem do inimigo israelense, nem um refúgio para seus agentes e espiões, e nem uma incubadora de terroristas e criminosos".


Chadia Kobeissi
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário