Hezbollah intensifica segurança nos dias de Ashura


Nessa semana se iniciou, uma das datas mais importantes para os muçulmanos xiitas, é a relembrança da tragédia de Karbala, onde o neto do Profeta Muhammad(s), foi brutalmente assassinado e sua cabeça foi decapitada. Por essa razão há várias cerimônias e rituais religiosos nessa época entre os xiitas. Como resultado o chefe do Hezbollah Hassan Nasrallah, expressou preocupação de que o partido xiita possa sofrer algum ataque terrorista nessa ocasião, onde milhares de pessoas se encontram nos templos religiosos e até locais públicos.

O Hezbollah, com a cooperação das forças de segurança interna, 
intensificaram as medidas de segurança, por medo de ataques.

Enquanto isso, fontes do Hezbollah revelaram que os orgnaizadores da Ashura no Líbano, estão mantendo frequente contato, para coordenar o 
acontecimento.

Pelo menos 22 pessoas foram mortas e 325 ficaram feridas na explosão de um carro no reduto do Hezbollah nos subúrbios ao sul de Beirute em 15 de agosto.

Em setembro, Nasrallah responsabilizou grupos sunitas extremistas, ligada à oposição síria.  Houve também uma outra explosão, que felizmente não matou ninguém, mas feriu mais de 50 pessoas.

Em seu último discurso ele criticou o estado, dizendo que: 

"O Estado está ciente das atividade dessas redes terroristas, mas não levantam um dedo para impedi-los."

Virando-se para a crise na Síria e suas consequências no Líbano, Nasrallah disse: "Os recentes desenvolvimentos na Síria nos ajudaram a perceber que só pode haver uma solução política, não militar, para esses confrontos”.

Mas apesar da possibilidade de um diálogo, o Líbano ainda está muito frágil, e tudo pode acontecer, por essa razão, todo cuidado é pouco.

Chadia Kobeissi
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário