Irmãos são presos por vender produtos vencidos


Foto- The Daily Star/Mohammad Azakir

Dois irmãos libaneses, que foram acusados de processamento e venda de carne estragada e outros produtos alimentícios vencidos no ano passado, foram condenados à prisão e deverão pagar 1 milhão de liras libanesas cada um.

O juiz Tanious Ghassan al-Khoury, condenou Samih al-Natour a três anos de prisão, enquanto seu irmão Suleiman foi sentenciado a dois anos de prisão. O juiz também condenou a empresa global de carne e comércio de alimentos a pagar 10 milhões de liras libanesas.

No entanto, após a investigação, o juíz afirmou que não encontraram nenhuma evidência de intoxicação alimentar diretamente decorrente da venda desses produtos. 

Mas a Direção de Defesa do Consumidor, em março de 2012 com o apoio das Forças de Segurança Interna, invadiram um dos armazéns pertencentes aos dois irmãos no Tariq al-Jadid, bem como no subúrbio de Beirute em (Sabra e Chatila), para provar que eles vendiam conscientemente produtos vencidos em grandes quantidades, e que isso mesmo que não comprovado com certeza causou danos a saúde de muitas pessoas.

Lá eles encontraram cerca de 25 toneladas de carne vencida e outros produtos estragados. A descoberta causou tanta indignação em toda sociedade, que houve uma série de invasões em armazéns e distribuidores de alimentos em todo o país, por autoridades libanesas.

As carnes e os produtos vencidos, são de diversos países, inclusive provindos também do Brasil.

Chadia Kobeissi
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário