LIBANESES SE REVOLTAM: Rebeldes Sírios cortam cabeças de Inimigos


Uma série de ataques verbais, através das Redes Sociais, tem ocorrido, por parte de libaneses, cristãos e muçulmanos, que são contra os rebeldes sírios e suas atitudes. 

Pelo radicalismo, muitos que antes simpatizavam com a “revolução síria”, se tornaram duros críticos da oposição.

O que motivou mais ainda essa revolta, foram os diversos vídeos espalhados na Internet, mostrando homens da oposição síria, cortando a cabeça de vários outros homens, que trabalhavam ou lutavam junto ao Regime Sírio.

Os vídeos são chocantes, as cenas são terríveis, e realmente causa revolta, mesmo para aqueles que não tem interesse na causa síria, que após isso, é sem dúvida uma causa humana, e de direitos humanos.

Não apenas homens foram decapitados, mas mulheres, e até menores de idade. Muitos ainda vivos, tem as cabeças cortadas, e para piorar (sê possível), com uma faca não afiada.

Ver seres humanos degolando outros seres humanos como animais, é inexplicável, inadmíssivel e inaceitável.


Muitos questionam, onde está as ONGs de Direitos Humanos, e os Governos que se dizem democráticos, que apoiam esse tipo de revolução?

Segundo os muçulmanos xiitas, a história se repete. Há muitos anos atrás em Karbala o neto do Profeta Muhammad(s), teve sua cabeça cortada, pelo filho de Muwaia, Yazid (que vivia na Síria), e por essa razão os xiitas lembram dessa tragédia todos os anos. Essa ação de cortar a cabeça, vem desde aquela época, e  para os xiitas, é como se a história de Hussein se repetisse, pois há um grande ódio dentro do coração desses wahabistas que cortam a cabeça de um xiita sem pensar, ou então de uma pessoa que não divida dos mesmos pensamento radicais. 

Segundo os xiitas esses rebeldes possuem a mesma crueldade de Yazid, como os próprios homens que mataram Hussein, com atos a sangue frio.

No entanto essa ação é um grande pecado dentro do Islam, e deve ser denunciada inclusive por muçulmanos.

Os sunitas, assim como os xiitas, não aceitam essa ação extremista de grupos como a Al Qaeda, e Al Nusra.

“É hora de denunciar estes terroristas que se dizem muçulmanos, pois eles são manipulados em lutar em uma guerra política”, disse Samar Wehbe-Professora de história no Líbano.

“Os cristãos do Líbano, tem medo de grupos radicais que não aceitam a coexistência, além disso o problema nunca foi os muçulmanos, e sim esses grupos financiados pelo Ocidente e por países árabes, que só pensam nos próprios interesses”, acrescentou.

Caso, você não queira ver cenas chocantes não continue, 
e nem acesse os links.






Chadia Kobeissi
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

3 comments:

  1. Quem apoia os rebeldes wahabistas é contra a humanidade, inclusive os que se omitem aos seus atos.

    ResponderExcluir
  2. são um bando de filhos de satanas

    ResponderExcluir
  3. Te mais que mand esses envasoeres pro inferno

    ResponderExcluir