Alfândega libanesa agride jornalistas e cidadãos


A emissora de televisão Al Jadeed, que transmite o programa semanal Assuma Sua Responsabilidade (que baseia-se em descobrir a corrupção do governo, com o uso de câmeras escondidas), dirigido e apresentado pelo jornalista Riad Kobeissi, flagrou uma agressão realizada pelo diretor da alfândega libanesa. A reportagem mostrou uma grande corrupção que há em uma indústria de calçados. Após investigações, descobriu-se que os calçados são importados, então, o programa quis saber como os produtos entraram no país e como passaram pela alfândega. Sem revelar o conteúdo da reportagem, o jornalista Riad Kobeissi, tentou realizar uma entrevista com o diretor da alfândega, Chafic Merhe, e, para isso, teve que obter a permissão do Ministro das Finanças, conforme é solicitado. 

O jornalista tentou por meses conversar com Merhe, mas não obteve sucesso. Depois de várias tentativas em vão, o jornalista e sua equipe se dirigiram ao edifício da alfândega, em Beirute, e pediram para falar com o diretor. Quando o Kobeissi percebeu que não havia jeito de ser atendido, atravessou a rua e, usando um megafone, chamou o alvo da entrevista. “Senhor Chafic Merhe, diretor da alfândega, somos a equipe do programa Assuma Sua Responsabilidade, da emissora Al Jadeed. Flagramos muita corrupção em seu setor, portanto, por favor, nos atenda”. As pessoas que passavam pela rua pararam para ver o que estava acontecendo. Segundos depois, policias da alfândega saíram do edifício, armados, e agrediram a equipe do programa, quebraram as câmeras ,bateram nas pessoas e chutaram o jornalista Kobeissi. Os policiais ainda agrediram os cidadãos que assistiam à cena. De repente, muitas pessoas se uniram em protesto conta tamanha violência.

Um dos colegas de equipe de Kobeissi, conseguiu gravar toda a situação e fugir, com a ajuda de um cidadão que passava de carro e assistira à cena. Depois de agredirem os jornalistas, os policiais os arrastaram para dentro do edifício, onde os espancaram e os agrediram verbalmente. De acordo com as leis libanesas, a polícia alfandegária não tem o direito de prender cidadãos – a não ser em caso de contrabando ou se forem atacados. Mas é terminantemente proibido agredir as pessoas. 

Depois da interferência do presidente Michel Sleiman, os policiais transferiram os jornalistas para o Ministério da Justiça, onde passaram por exames de corpo de delito para comprovar a agressão. Enquanto isso, milhares de cidadãos, e jornalistas se uniram em frente ao ministério, em ato de protesto, aguardando a liberação dos jornalistas, que só aconteceu por volta das 21 horas. Na saída, a equipe do programa do canal Al Jadeed falou com várias emissoras de televisão e mostrou as marcas da agressão. A emissora do programa abriu um processo contra o diretor da alfândega e contra cinco policiais que foram facilmente identificados nas imagens da agressão. 


Therese Mourad
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário