Castelo do Mar – Sidon

Sidon Sea Castle 
(KalaatSaida al-Bahriya)

Foto: Carla Mussallam Al Masri 

O Líbano tem seu lugar na Arqueologia, por ser um dos países mais antigos do mundo. A história deste pequeno país é conhecida pelas conquistas e habitações de muitos impérios e tribos, que resultaram em uma diversidade cultural ainda hoje prevalecida. 

A cidade de Saida (Sidon) está localizada na costa do Mar Mediterrâneo, a 40 km da capital, Beirute. Essa antiga cidade fenícia, habitada desde 4.000 a.C., tem grande valor religioso, político e comercial. Durante o século XXIII, os cruzados construíram o Castelo do Mar de Sidon como uma fortaleza, em uma pequena ilha ligada ao continente por um longo caminho estreito de 80m. A ilha era, antes, o local de um templo para Melqart, a versão fenícia de Heracles. A beleza do castelo pode ser vista nas ilustrações antigas. Depois de várias guerras, o Castelo do Mar de Sidon foi danificado e renovado diversas vezes. Foi parcialmente destruído pelos Mamelucos, quando estes tomaram a cidade dos cruzados, e posteriormente reconstruído e acrescentado à longa calçada. O castelo, mais tarde, caiu em desuso, mas foi novamente restaurado no século XVII, por Emir Fakhreddine II.

Há a possibilidade de a ilha onde o castelo foi construído ter sido o local do palácio doReiFenício e de vários outros monumentos fenícios que foram destruídos por Esarhaddon e, depois, por terremotos. A ilha também serviu de abrigo de proteção aos ataques internos contra acidade.

                           
Foto: Carla Mussallam Al Masri 



No sobe desce das escadarias e na entrada de cada cômodo, é possivel imaginar o que se passou no castelo.




Foto: Carla Mussallam Al Masri 

Ocastelo é composto basicamente de duas torres ligadas por uma parede. Nas paredes exteriores, colunas romanas foram usadas como reforços horizontais – uma característica muitas vezes vista em fortificações construídas em, ou perto, de antigos sítios romanos. A torre oeste retangular, à esquerda da entrada, é a mais bem preservada das duas. Há uma grande sala abobada, com capitéis esculpidos e balas de canhão enferrujadas. Uma escada em caracol leva até o telhado, onde há uma pequena cúpula de mesquita, da Era Otomana. Do telhado, é possível avistar a cidade antiga e o porto de pesca. A torre leste não é tão bem preservada e foi construída em duas fases: a parte inferior, no período das Cruzadas, enquanto o nível superior foi construído pelos Mamelucos. As impressões antigas da fortaleza mostram que o Castelo foi de grande beleza, mas pouco restou dos ornamentos que uma vez decoraram suas muralhas.

Após conhecer a parte histórica de Saida, o visitante pode alugar um barco com condutor, ao lado do castelo, no Porto de Saida,e dar uma volta pela ilha que há na frente. 

Informações

Endereço: Entrada de Saida. Corniche El Baher
Horário de funcionamento:Das 8hàs 18h (no inverno fecha às 17h)
Entrada: 4.000 L.L - Turistas internacionais        
              2.500 L.L - Libaneses e turistas árabes
              1.000 L.L - Estudantes 

Dica: Aproveite e visite também o Museu do Sabão, a parte antiga e o Souks de Sidon. Dá para fazer tudo a pé. 

Vote em Beirute new7wonders

Por: Carla Mussallam Al Masr
Fontes:Control Department Inspectors- Ministry of Tourism- Lebanon Wikipedia
Gazeta de Beirute 
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário