Descoberto o trajeto dos terroristas que bombardearam a Embaixada do Irã

Foto: Al jadeed

A equipe que investiga o ato terrorista cometido contra a embaixada iraniana, em Jineh, subúrbio de Beirute, conseguiu uma nova evidência documentada, que prova o envolvimento de um dos líderes da Al Qaeda, Siraj Al Din Zarikat, no crime. Segundo o jornal Al Safir,a Segurança Geral Libanesa captou conversas entre Zarikat e os dois suicidas (o libanês Moiin Abou Zahr e o palestino Adnan Al Mohammad), momentos antes do ataque à embaixada.

Além disso, o foco das investigações agora, está sendo a análise das gravações realizadas pelas câmeras de vigilância da estrada principal do Aeroporto. Depois de descobrirem qual era o carro conduzido pelo segundo homem-bomba (um jipe), conseguiram visualizar o trajeto que os terroristas realizaram para chegar à embaixada. A intenção era descobrir a identidade do motorista do táxi que os levou do hotel ao local onde os terroristas pegaram o jipe. 

De acordo com o jornal, o carro passou perto do café Fantasy World (muito frequentado) e em frente ao Café Fakih, próximo ao palácio Riad El Soleh, exatamente às 9h33 da manhã (uma hora depois de deixarem o hotel em Verdum, e dez minutos antes do ataque à embaixada).


Therese Mourad
Gazeta de Beirute
Share on Google Plus

About beirut lebanon

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

0 comments:

Postar um comentário